(92) 3233-3449   (92) 99267-1890

Notícias

Fenajufe e Fenajud se reúnem com a UnB para definição da Pesquisa de Saúde

O coordenador da Fenajufe, Costa Neto e a coordenadora  Mara Weber, juntamente com coordenador  geral da Fenajud, Janivaldo Nunes, reuniram-se na quarta-feira, 15, com a professora Ana Magnólia Mendes e o professor Emílio Faças, do Laboratório de Psicodinâmica e Clínica do Trabalho da Universidade de Brasília (UnB). O encontro teve como objetivo definir a metodologia a ser utilizada na pesquisa sobre a saúde do trabalhador e trabalhadora, fruto da parceria entre Fenajufe e Fenajud.

A pesquisa deverá apontar os riscos psicossociais no ambiente do trabalho, e identificar situações de sofrimento emocional e psicológico, bem como o adoecimento osteomuscular.  As federações farão o trabalho de conscientização junto aos sindicatos de base, para sensibilizar os servidores e servidoras a responderem o questionário da pesquisa. A pesquisa tem como público-alvo os servidores e servidoras do judiciário federal e estadual e MPU.

Na avaliação da professora Ana Magnólia, servidores têm sofrido com a nova organização do trabalho e a pesquisa servirá como instrumento para apontar toda a tragédia que vivencia o servidor do judiciário.

Para o coordenador geral da Fenajud, Janivaldo Nunes, viabilizar a pesquisa foi um passo importante para o trabalho em parceria das federações. "Diz o adágio popular que 'sem saúde não se tem nada' e, de fato, essa é uma realidade palpável. A Fenajufe e a Fenajud com essa pesquisa dão um significativo passo rumo à proteção e prevenção da saúde dos trabalhadores do judiciário nacional. Esperamos que a partir daí possamos implementar políticas que visem a minimização das doenças típicas de nossa categoria", disse.

A coordenadora Mara Weber, da Fenajufe, destacou que a pesquisa será um marco para a garantia de uma boa qualidade de vida para os servidores e servidoras. “Essa foi à primeira reunião organizativa, agora vamos trabalhar na identidade visual e divulgação junto aos nossos sindicatos. A pesquisa deixará um legado pra toda a categoria. Será criado um banco de dados sobre a categoria e a partir desses dados propor politicas para cobrar a garantia de um ambiente de trabalho livre de sofrimento e adoecimento que necessariamente exige mudança no modelo de gestão do trabalho, gestão de pessoas e de atenção à saúde dos servidores e servidoras do Judiciário e MPU. Estamos trabalhando com a meta de inicio de aplicação para outubro. Muito trabalho pela frente mas a direção da Fenajufe está comprometida com esse trabalho”, concluiu.

No próximo dia 19, acontecerá nova reunião entre as federações e os especialistas para definição do protocolo da pesquisa que será aplicada nos molde qualitativo e quantitativo. Ao final da reunião ficou definido o dia 16 de outubro como a data de lançamento da pesquisa nacional pela Fenajufe e Fenajud.

A pesquisa foi definida no  “I Encontro Saúde e Qualidade de Vida no Trabalho” , realizado no dia 24 de novembro, em Brasília/DF. A atividade foi organizada pelas duas federações em conjunto para fortalecer a defesa dos trabalhadores do Poder Judiciário.

Fenajufe 

Em 16.08.2018 

Top